Dicas para evitar o aumento de peso durante as férias

O aumento de peso durante as férias é bastante comum. Por vezes, a variação não é significativa mas algumas pessoas têm dificuldade em perder esse peso extra, o qual passa a integrar o peso habitual. Desta forma, está-se a contribuir para aumentos ponderais sucessivos, numa escala com prejuízo para a saúde.

Assim, de modo a evitar o aumento de peso durantes as férias, podem ser seguidas algumas dicas:

 

Seja seletivo nos lanches

Os biscoitos, as bolachas açucaradas, as batatas fritas, entre outros produtos ricos em açúcar e/ou gordura, por serem de fácil ingestão e não exigirem preparação, são, muitas vezes, uma opção, durante as férias.

Contudo, além de apresentarem elevada densidade energética (muitas calorias por peso da porção), apresentam baixa densidade nutricional (baixa quantidade de vitaminas ou minerais por unidade de energia que fornecem). Assim, contribuem para o aumento de peso (e não só), sem fornecerem ao organismo o que ele precisa.

Evite comprar este tipo de produtos alimentares e, se o fizer, prefira arrumá-los longe da vista.

Caso esteja num convívio familiar ou entre amigos, também não deverá descurar o seu lanche. Tente focar-se nos seus hábitos respeitantes a esta refeição, fazendo a distinção entre “ter fome” e “ter vontade de comer”. Opte, também, por colocar num prato o que quiser comer e ir retirando desse mesmo local, ao invés de se ir servindo de onde são apresentados. Deste modo, terá consciência dos alimentos e das quantidades ingeridas.

Lanches saudáveis podem passar por frutas, vegetais, frutos secos, sementes e fruta desidratada, por exemplo.

 

Evite refeições pré-preparadas

Normalmente, as refeições pré-preparadas são mais ricas em gordura, para além de sal. Procure evitá-las, optando por confecionar pratos simples e equilibrados ou preparando e congelando pratos antes de ir de férias, os quais poderão ser consumidos durante esse período, sem que despenda tempo a confecioná-los.

 

Coma de forma consciente

Evite fazer tarefas, enquanto come. Quando se está distraído, há tendência para se ingerir uma maior quantidade de alimentos. Assim, opte por comer sentado, evitando o telemóvel, a televisão, o tablet, entre outros.

Prefira o convívio com a família e/ou amigos, numa refeição com consciência das porções de alimentos ingeridas, comendo devagar, pousando os talheres entre garfadas e mastigando bem os alimentos. Procure servir-se nas quantidades adequadas a si e evite repetir partes ou a totalidade da refeição.

 

Limite a ingestão de sobremesas e de líquidos calóricos

A ingestão de sobremesas pode levar, se não controlada, a um excesso de ingestão de açúcar e de gordura, favorecendo o aumento de peso. Assim, quando a oferta for muita, procure focar-se na sua preferida, descartando as restantes. Aproveite para ingeri-la devagar, saboreando-a, o que vai fazê-lo sentir-se mais satisfeito.

Durante as férias, é frequente o consumo de bebidas alcoólicas e de refrigerantes, os quais fornecem calorias vazias. Estas bebidas, consoante o volume ingerido, poderão contribuir significativamente para uma ingestão excessiva de energia e, logo, para o aumento de peso.

Assim, controle a ingestão de bebidas alcoólicas e de refrigerantes, preferindo a água, podendo aromatizá-la de diversas formas.

 

Seja ativo

Evite as atividades sedentárias, preferindo aquelas que implicam alguma atividade com a família e/ou amigos. Além de contribuírem para o gasto de energia, permitem momentos de diversão e de maior ligação com quem o rodeia. Como exemplos, há caminhadas ou corridas, passeios de bicicleta, atividades na praia ou no campo, participação em eventos fitness, entre outros.

 

Vigie o seu peso

Os indivíduos que se pesam regularmente têm menor probabilidade de aumentar de peso, de acordo com alguns trabalhos publicados. Um estudo publicado este ano na revista científica Obesity sobre o aumento de peso durante as férias refere que a pesagem diária poderá trazer mais benefícios. Os investigadores justificam estes resultados com o facto de os indivíduos que efetuam pesagens diariamente acabarem por fazer ajustes na ingestão de alimentos e na atividade física, consoante as oscilações de peso que vão verificando.

 

Manter o peso não significa proibir-se de comer algo que, normalmente, é conotado como sendo prejudicial para a saúde. Tudo está no bom senso, devendo caber a cada um o foco no objetivo que traçou. O que não deve ser pensado é que, cometendo um excesso alimentar, então que se cometam outros. Esta atitude de “perdido por um, perdido por mil”, bem como “começo amanhã”, são práticas que em nada beneficiam a prevenção de ganho de peso, pois apenas prolongam hábitos não saudáveis.

 

Autoria da Nutricionista, Dina João.

Voltar