Instruções de Higiene Oral

Lavar os dentes 3 vezes por dia, todos os dias, com pasta com 1500 ppm de flúor. Nas crianças usar pasta com 500 ppm de flúor, enquanto engolem a pasta e quando aprendem a cuspir a pasta passar para 1500 ppm de flúor.
Após a higiene oral da noite, não comer nada antes de ir para a cama, se o fizer tem de voltar a lavar os dentes.Usar fio dentário uma vez por dia antes de escovar os dentes, à noite, é a altura ideal. Quando o fio dentário não é suficiente usar escovilhões interdentários para fazer a higiene dos espaços entre os dentes. Os escovilhões não devem estar justos, nem largos, nem muito apertados para não danificar a gengiva.
Atenção à força de escovagem que vai danificando a gengiva e provoca recessões gengivais e lesões de abfração nos dentes. Quando não consegue controlar a força usar escovas suaves ou uma escova elétrica com sensor de pressão.

O que é a placa bacteriana e quais as suas consequências:

A placa bacteriana é uma película incolor, constituída de bactérias e restos alimentares que se forma e acumula sobre os dentes e gengivas. É a principal causa de cárie e gengivite. Se não for removida diariamente, endurece e forma o tártaro.
Todos nós temos placa bacteriana porque as bactérias estão sempre presentes na nossa boca. As bactérias aproveitam os nutrientes contidos nos alimentos que ingerimos e na saliva para se desenvolverem, alimentando-se dos restos alimentares que se acumulam na cavidade oral, quando não existe uma higiene oral correta após as refeições. São os produtos resultantes da degradação dos restos alimentares, ácidos, que vão destruindo o esmalte dentário e causam a cárie. Sofrendo esses ataques repetidos, o esmalte dos dentes pode desfazer-se e abrir caminho para a formação de cárie. A presença da placa bacteriana pode também irritar a gengiva ao redor dos dentes, causando gengivite (a gengiva fica vermelha, incha e sangra), periodontite, e em casos mais severos, a perda dos dentes. A escovagem dos dentes tem como objetivo a remoção mecânica da placa bacteriana, aliada a uma pasta com flúor, que promove a remineralização do esmalte dentário danificado.
Para evitar a formação da placa bacteriana, basta escovar os dentes com uma técnica apropriada, três vezes ao dia, após as refeições, para remover a placa bacteriana de todas as superfícies dos seus dentes. Usar fio dentário diariamente para remover a placa bacteriana que se instala entre os dentes e sob a gengiva, onde a escova não pode alcançar. Limitar a ingestão de alimentos com muito açúcar e hidratos de carbono. Por fim e imprescindível, visitar o médico dentista regularmente para fazer destartarização e exame completo dos dentes.

Técnica de Escovagem

A maioria das pessoas escova os dentes de forma rápida e intensa, acreditando estar a remover satisfatoriamente a placa bacteriana acumulada. No entanto, não é bem assim. E é aí que entra o método de escovagem de Bass. Esse método é comprovadamente capaz de perturbar, desorganizar e remover os micro-organismos que causam doenças na gengiva.
A escovagem de Bass foi criada por um jovem médico, o Dr. Bass, que foi diagnosticado com uma doença na gengiva em fase avançada e, em vez de remover todos os seus dentes, ele começou uma pesquisa científica para tentar acabar com as bactérias. Assim nasceu a escova e o método de Bass.
O Dr. Bass morreu idoso e com todos os dentes. O inventor da escovagem de Bass apostava tanto na eficácia da técnica que foi o primeiro a beneficiar dela em toda sua plenitude. Atualmente, essa escovagem é mais utilizada e vastamente recomendada por dentistas de todo o mundo. São muitos os artigos que demonstram com dados científicos todo o poder do método.

COMO FUNCIONA A TÉCNICA DE ESCOVAGEM DE BASS

1. Posicione as cerdas da escova direcionadas à raiz dos dentes, num ângulo de 45 graus em relação aos dentes,
2. Coloque a ponta dos filamentos diretamente no sulco da gengiva,
3. Escove para frente e para trás com movimentos de vaivém curtos, abrangendo 2 a 3,
4. Faça esse movimento por 10 segundos e passe para outro grupo de dentes.

Qualquer pessoa pode usar o método de Bass na escovagem, basta conversar com o seu dentista para tirar as dúvidas e aprender exatamente como fazê-lo. Levará algum tempo até se acostumar com esta nova forma de escovagem, porém, ela trará muitos benefícios e, com a repetição, rapidamente se tornará automática.
O médico dentista é a pessoa mais indicada para explicar a técnica e adequá-la a cada paciente e cada caso clínico. Não deixe de renovar os seus hábitos!

Voltar