Traumatismo Dentário Infantil

Traumatismo Dentário acidental é um motivo frequente na consulta de Odontopediatria. É mais comum quando a crianças completam os 2 anos de idade, altura em que começam a andar mas ainda não coordenam bem os seus movimentos.

traumatismo tanto pode afetar dentes de decíduos (de leite) como dentes permanentes e os tecidos envolventes (ligamento periodontal, osso, gengiva e mucosa oral).

As crianças entre os 6 e 12 anos de idade são quem mais sofre traumatismos dentários, com a maior incidência a surgir por volta dos 9 anos de idade. Estes traumatismos geralmente afetam os dentes incisivos superiores, tanto decíduos como permanentes, assim como o­s tecidos adjacentes.

A gravidade das lesões dentárias em consequência dos traumatismos dentários varia muito, podendo ir desde um dano simples nos tecidos moles adjacentes, passando pelo lascar do esmalte de um dente até à perda total de um ou mais dentes (avulsão). Os sinais e sintomas de um traumatismo são muitas vezes observáveis a olho nu no caso de se ter produzido uma fartura ao nível da coroa.

No entanto, por vezes o dano verifica-se ao nível da raiz, na zona do dente que se encontra coberta por gengiva e osso. Nestes caos o diagnóstico é algo mais complicado e requer umaminuciosa historia clinica e avaliação radiográfica. Independentemente da situação, a intervenção urgente por parte do médico dentista proporcionará ao seu filho maiores possibilidades de êxito.

Traumatismo em dentes decíduos:

Os traumatismos em dentes de decíduo (dentes de leite) tem a sua importância porque podem afetar o dente permanente que se encontra localizado imediatamente por cima do dente decíduo. Nestas situações é importante uma avaliação clinica e radiografia detalhada da zona.

As lesões mais graves dos dentes de leite, que podem causar complicações nos dentes permanentes, são:

Intrusão: Quando o dente entra dentro da gengiva. Nesse caso, leve a criança ao dentista para descartar uma lesão no dente permanente que esta em formação dentro do osso;

Avulso: Quando o dente sai por inteiro de seu lugar na boca. Neste caso o dente de leite nunca deve ser recolocado em seu lugar de origem na boca.

Traumatismo em dentes permanentes:

Os traumatismos mais frequentes nos dentes permanentes, e os primeiros socorros a serem realizados, são:

Fratura da coroa: Quando o dente permanente se fratura. Recolha o(s) fragmento(s) do dente fracturado coloque-o(s) num recipiente com leite e dirige-se à sua Clinica Dentária. Estes pedaços podem frequentemente ser reposicionados, obtendo-se uma restauração mais conservadora;

Avulsão: Quando o dente permanente sai por inteiro de seu lugar de origem na boca. As crianças de sete a nove anos de idade estão mais expostas a sofrer avulso pela elasticidade dos tecidos nesta idade.

O dente permanente dever ser recolocado o mais rápido possível e para isto siga os seguintes passos:

  • Pegue no dente pela coroa, nunca pela raiz;
  • Lave o dente (apenas passe água, não esfregue o dente) e coloque-o, se possível, no local de onde saiu e leve a criança imediatamente ao médico dentista;
  • Caso não consiga recolocá-lo logo após o acidente, coloque-o num recipiente com leite e leve a criança imediatamente ao Médico Dentista;
  •  Reduzir o sangramento, comprimindo o local com uma gaze, durante 5 minutos;
  •  Manter uma adequada higiene oral, para que ocorra uma correta cicatrização da gengiva no local onde sofreu o traumatismo.
Voltar